The Citizens are United

The Citizens are United

The Citizens are United (TCAU)

Descrição e objetivos

O objetivo deste projeto é envolver os cidadãos da UE na estigmatização dos imigrantes, incentivando a participação cívica e promovendo a tolerância e a compreensão. The Citizens Are United é uma continuação do projeto implementado com sucesso em 2016 - "The Citizens are Speaking", onde a questão do estigma foi levantada pela primeira vez pelos próprios TCNs durante a implementação. O principal objetivo do projeto é organizar 4 Diálogos Interculturais (eventos para promover o multiculturalismo e a integração intercultural), dando aos cidadãos da União Europeia uma visão dos problemas de participação cívica, estigmatização e preconceito, a fim de quebrar estes estereótipos e preconceitos através atividades de voluntariado e diálogos multiculturais. Os resultados serão apresentados no início de 2019 em conferências internacionais na Irlanda, Grécia e Malta.

Este projeto pretende abordar a lacuna existente na política de integração da UE; mais especificamente, o aumento da estigmatização de TCNs que só aumentou ao longo dos anos; e a promoção de oportunidades de envolvimento / voluntariado intercultural a nível da União. O estigma representa uma marca de degradação associada a uma determinada circunstância, qualidade ou pessoa e determina ações como exclusão social, isolamento, exploração, intimidação, discriminação, redução de oportunidades. A estigmatização não se refere apenas às características ou limitações pessoais, mas também à identidade grupal / cultural / religiosa / racial / étnica. Como resultado deste projeto, acreditamos que haverá mudanças nas atitudes ao lidar com os NPT e que haverá envolvimento mais ativo dos decisores políticos a todos os níveis para liderar as mudanças políticas, para que os procedimentos padronizados em todos os Estados-Membros sobre como certas questões são manuseados. O projeto incluirá uma atividade de voluntariado e a publicação de um guia com recomendações para reduzir o estigma, que será canalizado para os decisores políticos, grupos de pressão dos migrantes, deputados do Parlamento Europeu e políticos nacionais dos Estados-Membros participantes.

As conferências abrangerão os tópicos discutidos em: Documento de comunicação sobre a Agenda Europeia para a integração de TCNs; Documento de trabalho dos serviços da Comissão sobre iniciativas da UE de apoio à integração de NPT; Agenda Europeia para a Migração; Manual de Integração para formuladores de políticas e profissionais. Este projeto incluirá participantes que virão de diferentes origens e de todas as esferas da vida. O projeto será realizado entre janeiro de 2018 e junho de 2019.

Calendarização do Projeto

Janeiro de 2018 - Reunião pré-projeto

Fevereiro a novembro de 2018 - Evento - Diálogos interculturais

Fevereiro a maio - atividades de voluntariado

Janeiro de 2019 - Evento - Conferência - Irlanda

Fevereiro - Conferência - Grécia

Março - Conferência - Malta

Abril - Evento - Conferência de Imprensa - Malta

Maio a junho - Avaliação e relatórios

Parceiros

- Wezesha (Irlanda): Wezesha é uma organização não governamental irlandesa, sem fins lucrativos, fundada e gerida por membros da diáspora africana da Irlanda para apoiar mulheres e crianças afetadas ou suscetíveis de serem afetadas por conflitos e violência na África; trabalha em colaboração com aliados e partes interessadas para alcançar uma sociedade igual e justa através do empoderamento de mulheres e crianças africanas para que elas vivam em paz e dignidade, tenham vida saudável e tenham acesso a recursos.

- InterAlia (Grécia): InterAlia é uma organização privada sem fins lucrativos com sede em Atenas, na Grécia. Suas atividades são realizadas por meio de seus dois ramos interconectados, uma organização juvenil e um think-tank. Ambos os ramos têm objetivos comuns, embora diversas ferramentas para persegui-los. Os fundadores e membros da InterAlia estão interessados ​​e trabalham em desafios contemporâneos da UE com foco na educação, democracia, cidadania e direitos humanos.

- Check-In (Portugal): Check-in - Cooperação e Desenvolvimento é uma associação sem fins lucrativos fundada em 2010, com sede em Beja mas que também opera no centro de Lisboa. Os principais objetivos da ação de check-in são promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida, encorajar os jovens a serem cidadãos ativos e participantes na vida da comunidade local, encorajar a integração e inclusão social e educação para o desenvolvimento sustentável.

- Associazione Interculturale NUR (Itália): Associazione Interculturale NUR é uma associação sem fins lucrativos criada em 1999 e ativa no campo da integração intercultural. Promove e realiza eventos culturais, experiências de formação e seminários informativos para os jovens na Sardenha.

- ADEL (Eslováquia): ADEL (Associação para o Desenvolvimento, Educação e Trabalho) é uma associação que cria oportunidades para estudantes, graduados e todos os jovens que querem ser ativos, experimentar e aprender algo novo, ganhar experiência e conhecimento para seus desenvolvimentos profissionais. O principal objetivo é ajudar a moldar uma geração determinada a mudar nosso país para melhor.

- CCIF (Chipre): CCIF O Chipre é uma organização sem fins lucrativos, criada em 2016 por um grupo de jovens profissionais para promover sociedades locais inclusivas, pacíficas e justas, livres de ódio, medo e violência. É ativo no campo da integração intercultural, promove e realiza eventos culturais, treinando experiências e seminários informativos para os jovens.

- SFERA (Macedônia): SFERA é uma ONG de Bitola que foi formada em 2007 como um grupo informal e em julho de 2009 foi registrada como uma ONG. O objetivo geral é através de métodos não formais educar a população na Macedônia sobre a proteção do meio ambiente, patrimônio cultural e natural, com o objetivo de conscientizar todas as faixas etárias sobre a importância do estilo de vida saudável e os benefícios que vêm com ele.

- Associação de projetos europeus (Bulgária): A Associação de Projetos Europeus na Bulgária é uma organização não governamental, estabelecida pelo Protocolo Básico de 11.03.2000 e por decisão do COV de 25 de maio de 2000. Está registrada como uma entidade legal sem fins lucrativos para benefício privado. Realiza seus objetivos e tarefas em interação com casas sociais, escolas e outras pessoas físicas e jurídicas.

- Asociatia Be Inclusive (Romênia): A Associatia Be Inclusive na Romênia é uma organização sem fins lucrativos que está a promover a educação inclusiva de qualidade. A Associação procura dar apoio às pessoas vulneráveis ​​- estudantes com deficiência e suas famílias, organizar reuniões com os professores de Educação Especial e os regulares, alunos com deficiência, famílias e alunos sem deficiência, toda a comunidade, falando sobre tolerância, não discriminação e aceitação.

Atividades

1 - Atividades de Voluntariado - Check-IN

Uma equipa de voluntários portugueses realizou várias atividades de voluntariado para promover a interculturalidade e a tolerância.

-

2- Diálogos Interculturais - Check-IN

Jantares Interculturais para promover a multiculturalidade e troca de experiências.

Workshops e apresentações em escolas envolvendo jovens para a promoção da cidadania ativa, dos valores democráticos, da proteção dos direitos humanos e da tolerância.

Mais informações sobre as atividades organizadas pelos nossos parceiros em: https://thecitizensareunited.wordpress.com/voluntary-activities/

3 - Conferências Internacionais

- IRLANDA - 24 a 27 de Janeiro 2019

- GRÉCIA - 27 Fevereiro a 2 de Março 2019

- MALTA - 27 a 31 de Março 2019

Contatos

Portugal - Enable JavaScript to view protected content.

Mais informações sobre o projeto em: https://thecitizensareunited.wordpress.com/voluntary-activities/

Instítuto Português do Desporto e Juventude
Juventude em Acção - Erasmus +
Anna Lindh Foundation - Euromed
Eurodesk

Este site utiliza cookies para assegurar a melhor experiência no nosso site.